Mudança de livros de Lance Armstrong para “Ficção” na biblioteca de Sydney foi brincadeira



Lance Armstrong muda para categoria "Ficção" na Biblioteca de SydneyA biblioteca de Sydney, na Austrália, que foi notícia na segunda-feira (21/jan) por ter transferido os livros de Lance Armstrong para a secção de ficção, afirmou que foi vítima de uma "brincadeira" de um funcionário, levado a sério pela imprensa local.

Segundo a Agência France Presse, um estudante universitário que trabalha na Biblioteca de Manly a tempo parcial colocou um aviso na porta anunciando que, na sequência da confissão do ciclista norte-americano do consumo de substâncias ilegais, os seus livros seriam transferidos para a secção de ficção.

"Todos os livros de não ficção de Lance Armstrong, incluindo ' Lance Armstrong: Imagens de um campeão', ' O programa de desempenho de Lance Armstrong: o maior campeão do mundo', serão transferidos de imediato para a secção de ficção", destacava o aviso, entretanto retirado, que terminava com um "smile" (símbolo amarelo de uma cara sorridente).

De acordo com Wendy Ford, funcionária da biblioteca de Manly, em declarações ao jornal online australiano "The Sydney Monrning Herald", tudo se tratou de uma brincadeira de um jovem universitário que trabalha na biblioteca aos fins de semana.

"Esta pessoa só trabalha um par de horas aos fins de semana na biblioteca e não tem qualquer autoridade para fazer uma declaração destas em nome da biblioteca", explicou Wendy Ford.

"Ele achou que seria engraçado", salientou, acrescentando que o jovem não imaginava que iria dar origem a milhares de comentários na rede social "Twitter" e, a partir daí, ser replicado por jornais europeus e norte-americanos.

A responsável disse que a brincadeira será avaliada internamente, até porque o Conselho de Mainly, que gere a biblioteca, recebeu centenas de chamadas. O funcionário não deve, no entanto, ser repreendido, acrescentou.

Wendy Ford acrescentou ainda que a biblioteca não pode fazer a recategorização de uma obra, já que isso tem a ver com o número de ISBN (número comercial pelo qual um determinado livro é conhecido internacionalmente) atribuído pelas Bibliotecas Nacionais, adiantando que está a ser realizado um inquérito interno para resolver a questão.

Lance Armstrong, de 41 anos, confessou, na passada quinta-feira, numa entrevista a Oprah Winfrey que participou num programa sistemático de doping que o levou a perder todos os títulos desportivos, incluindo sete vitórias no "Tour" de França e a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney, realizados no ano 2000.

Artigos
Sem comentários para “Mudança de livros de Lance Armstrong para “Ficção” na biblioteca de Sydney foi brincadeira”

Deixe um comentário