Entrevista com João Marcelo Furlan, da Enora Leaders



João Marcelo Furlan é Diretor Executivo da Enora Leaders, líder nacional na área de Cursos in Company. Dono de uma carreira executiva e empreendedora precoce, como fundador e presidente do Diretório Acadêmico Ibmec-SP, atuou nas áreas Comercial e de Marketing da Whirpool Corporation no Brasil e também atuou como gerente de Marketing na Associated British Foods. No exterior, foi diretor de Marketing e Vendas da Headway Dynamics no Sudeste Asiático. No terceiro setor, trabalhou no Instituto São Paulo Contra a Violência e foi coordenador do Comitê de Empresas do Compromisso Campinas pela Educação. Apaixonado pela educação em todos os níveis, é um empresário reconhecido na área de educação executiva no Brasil e leitor assíduo. Confira a entrevista: Você acredita que o brasileiro lê pouco ou lê muito? Porquê? Brasileiro lê muito pouco. Muito pouco mesmo. Segundo dados oficiais, lê-se menos de 2 livros por ano no Brasil (http://www.cultura.gov.br/site/2008/01/17/brasileiro-le-18-livro-ao-ano/), acho que se tirar livro de piadas devemos ficar só com 1 (risos). O que cada um pode fazer para mudar esta situação? O incentivo deve vir principalmente na infância, em casa e na escola. Juntos, estes dois agentes conseguem fornecer os incentivos para que a criança torne-se uma leitora ativa. Quais práticas você utiliza para construir o hábito de leitura? Ficar sozinho. É difícil na correria de todo dia parar para ler... como leitura é um hábito solitário, é necessário você ter momentos assim, seja viajando em um avião, sendo tomando sol. Uma das formas de acelerar a leitura, é ter uma meta. Caso você tenha que fazer uma palestra ou apresentação sobre um assunto, provavelmente você tentará se informar ao máximo antes da data deste evento. Funciona bastnate comigo. Quais tipos de leitura você tem o hábito de fazer? Revistas de Negócios como HBR, Exame, HSM Management, Dinheiro, Revistas Semanais como Veja e Época, livros sobre liderança, de Vendas, Negociação, Gestão de Pessoas e RH. Qual o livro que mais mudou a sua vida? Provavelmente Tipping Point, de Malcolm Gladwell. Se você pudesse escolher somente um livro para levar consigo a uma viagem, qual seria? Os 100 Maiores discursos da História, da Harvard Business review. Acredito que possa trazer inspiração em momentos de solidão. Qual(is) o(s) próximo(s) livro(s) na sua lista de leituras? São muitos, talvez infinitos. Para citar alguns já comprados e ainda não lidos: A transformação do RH, the acient of Money, Uma breve história do Brasil. Qual o seu autor preferido? Difícil. Para romances provavelmente o Dan Brown, para literatura de Negócios o Jim Collins ou o Malcolm Gladwell.  
Entrevistas
Comentários fechados