O Monge e o Executivo – livro de James Hunter



Autor: James Hunter
Editora: Sextante
Compre no Submarino O Monge e o Executivo“O Monge e o Executivo” de James Hunter, foi publicado no Brasil pela Sextante e é um dos primeiros livros sobre liderança que utilizam uma linguagem diferente, não técnica. Talvez seja por isso que está tanto tempo na lista dos mais vendidos. O livro conta a história de um executivo que, no limite do stress, é inscrito pela sua esposa em um programa para reflexão no monastério conhecido, onde muitos vão se consultar com um ex-presidente de empresa e muito bem-sucedido que largou tudo para virar monge na busca de um novo sentido para sua vida. O autor conseguiu fazer com que o leitor consiga equilibrar fatores racionais e emocionais para tomar decisões administrativas, além da relevância do relacionamento de liderança, respeito e humildade. Para James Hunter, autor do livro “O Monge e o Executivo”, para ser um verdadeiro líder é aquele que conhece todas as necessidades dos seus subordinados e sabe que para liderar é preciso saber servir, ter responsabilidades, conhecer estímulos para tornar a relação ainda melhor e conhecendo os limites de cada um.
Livros

3 comentários para “O Monge e o Executivo – livro de James Hunter”

  1. Vagner Machado says:

    Gostei do que li, e gostaria de fazer o download, como faço?

  2. Ricardo says:

    Poder e Autoridade, puxa que definição extraordinário que este livro traz.. E claro sem mencionar o despertamento que traz ao
    falar de Liderança.

  3. Bruno de Souza Trindade says:

    Achei muito interessante os ensinamentos do livro, a questão de saber ouvir, a questão de saber discernir entre necessidade e vontade, porque de primeiro momento caso as ideias do livro não sejam explicadas serão facilmente rejeitadas, muitas pessoas acham que ser um líder servidor, é andar de mãos dadas com os subordinados, andar em coro, mas não é bem assim, pessoas mais céticas também irão criticar o livro logo de cara, em uma parte que lembrei agora… o livro argumenta que deve existir uma administração acima de você, em oposição a anarquia, pense em um país sem governo, onde o povo comanda , e se todo mundo decidisse dividir o dinheiro das exportações ou algo do tipo, isso seria uma vontade, mas não há necessariamente uma razão para isso, pense numa empresa sem uma hierarquia, mesmo que hoje com o advento da tecnologia e da geração y e z, os jovens não querem saber de subordinação, não respeitam muito isso, mas sem isso a empresa não cresceria, é preciso achar um equilíbrio entre esses dois pontos, pense numa startup, mesmo elas precisam de uma certa organização pois continua a ser uma empresa, olhem a melhor empresa do mundo para se trabalhar, O Google é muito liberal, lá você pode ter cachorros e ir ao trabalho de bicicleta, pode jogar e praticar esportes, falando assim parece uma verdadeira bagunça (deve ser), mas não é bem assim, eles tem metas e foco no trabalho, não fazem o que bem querem, opa voltando ao livro… achei-o um dos melhores que já li, tirando que a leitura é muio agradável, boa sorte para quem for ler.

Deixe um comentário