Livros Para Vestibular: Memórias Póstumas de Brás Cubas – livro de Machado de Assis



Autor: Machado de Assis
Editora: Martin-Claret
Compre no Submarino Memórias Póstumas de Brás CubasUm romance escrito pelo autor brasileiro Machado de Assis, "memórias póstumas de Brás Cubas" foi um divisor de águas na literatura brasileira, pois foi a primeira obra a instaurar o Realismo no Brasil, onde a corrente predominante era o Romantismo. O romance também surpreendeu o publico da época por possuir duas linhas temporais distintas, uma psicológica em que o autor faz digressões, reflexões e comentários, e outra temporal, que começa na morte do personagem-titulo para então mostrar a infância, adolescência e maturidade do mesmo de forma linear. Passando-se no Rio de Janeiro do século XIX, o livro conta a história de Brás Cubas, um homem nascido na elite carioca que acabara de morrer e, como o próprio personagem diz, sentiu vontade de escrever sua autobiografia, mas que não se enganem, pois ele não é um autor-defunto, mas sim um defunto-autor, e depois de dedicatórias e introduções, somos levados até os cortejos fúnebres a causa da morte de Brás, uma forte pneumonia causada por uma simples volta na chuva. Assim, Brás narra ao leitor sua infância numa família de elite do Rio de Janeiro, em que fora muito mimado e peralta, sendo que até levava o nome de "Menino Diabo" por causa de suas traquinagens e mau comportamento, pois era muito pentelho e cruel com os escravos e mucamas e até com seus próprios pais. Já na adolescência, Brás se depara com seu primeiro amor, Marcela, uma prostituta da alta sociedade que era apaixonada por dinheiro e status, o romance entre os dois saiu caro para Brás, segundo o próprio, a amante lhe levara "Quinze meses e mais de onze contos de Réis", quase falindo a família Cubas.   Para dar um basta na situação, o pai de Brás decide mandar o filho estudar no exterior, mesmo contra a vontade do mesmo, e assim Brás vai para Coimbra cursar a universidade de Direito. Com a alma lúgubre por causa de Marcela, que nem sequer aparecera para despedir-se dele, Brás faz seus estudos e decide ficar em Portugal, mas uma chamada urgente de seu pai sobre o estado debilitado de sua mãe o leva de volta ao Brasil, onde poucos dias depois ele vê a mãe falecer e passa a se trancar em casa com livro e mais livros. Desgostando do modo de vida do filho, o pai de Brás decide então que ele se case com a filha de um compadre rico e entre para a politica, e depois de terminar um rápido romance com uma moça chamada Eugenia e sem ter maiores aspirações Brás aceita e torna-se noivo de Virgília  uma bela e jovem moça de alta classe, filha de um politico, mas durante o noivado ela decide deixa-lo para casar-se com Lobo Neves, um homem de classe social mais elevada e próspera carreira politica. Depois do noivado fracassado, o pai de Brás morre, desencadeando uma briga entre Brás e sua irmã, Sabina, por conta da herança dos pais. Tempos depois Brás é visitado por Luís Dutra, amigo de longa data que lhe informa que Virgília já estava casada, e ela então reaparece em sua vida, os dois tem um tórrido caso de amor e encontram-se num casebre que alegam ser de Dona Plácida, mucama de Virgília, porém os dois se separam quando a moça vai para o Norte com o marido. Com mais um amor fracassado, Sabina decide arrumar uma esposa para o irmão e lhe introduz Nhã-Loló, uma moça bonita de 19 anos, mas os dois não muito longe pois ela fica doente e falece por conta de uma febre amarela, deixando Brás deprimido por não conseguir realizar nenhum grande feito. O Homem decide então seguir a vontade de seu pai e entra para a politica, tornando-se deputado, mas falhando ao tentar tornar-se ministro. Em sua última tentativa de alcançar a Glória, Brás tenta criar o "Emplasto Brás Cubas", um remédio que seria a solução para todas as enfermidades do homem, mas ironicamente, ao sair embaixo de uma chuva, Brás contrai uma forte pneumonia e morre, relatando oque já havia dito no começo da obra e a encerra com um "Capitulo de Negativas",em que reflete em como não conseguiu ser ministro, marido, pai, inventor ou ter alcançado qualquer glória em vida.
Livros, Livros para Vestibular
Sem comentários para “Livros Para Vestibular: Memórias Póstumas de Brás Cubas – livro de Machado de Assis”

Deixe um comentário