A Cabana – livro de William Young



Autor: William Young
Editora: Sextante
Compre no Submarino A CabanaPublicado pela editora Sextante, A Cabana, de William Young se revelou um daqueles raros livros em que o entusiasmo e a indicação dos leitores tornou o livro um fenômeno de público e imprensa. Uma história apaixonante que faz o leitor se transportar para o mundo de Mackenzie Allen Phillips (Mack para os amigos). O livro conta toda a vida de Mack, começando na sua infância de sofrimento, com um pai alcoólatra e brutal que espancava a mãe com uma mão e segurava uma Bíblia com a outra, tentando manter uma imagem de servo do Senhor que presencia até os 13 anos quando foge de casa. William Young se mostra no livro como um narrador que conheceu o personagem, criando assim uma familiaridade com a história. Já adulto e formado, Mack se casa e tem filhos. Depois de mais de 30 anos, durante uma viagem, a filha mais nova é raptada e, 4 anos depois, vivendo numa profunda tristeza, evidências de que ela foi brutalmente assassinada aparecem numa cabana abandonada. Lá ele encontra aquele que vai mudar seu destino para sempre! Numa fantástica narração de William Young, A Cabana nos faz refletir sobre a vida e levanta uma pergunta que ultrapassa o tempo: “Deus, sendo tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento?”. As respostas para essa pergunta são fantásticas e, se não fosse um livro de ficção (já que ninguém poderia provar que viu Deus em forma física), seria um dos melhores livros de auto-ajuda de todos os tempos.
Livros

3 comentários para “A Cabana – livro de William Young”

  1. fabricio santos da silva says:

    otimo ,confesso q chorei ao ler algumas paginas…….

  2. Mariele says:

    É maravilhoso,amo esse livro,toca nosso coração profundamente!!Também chorei muito lendo ele!

  3. Antonio Carlos Guimarães says:

    Auto-ajuda ? Pirou ? A Cabana é um Romance (nao um livro romântico , de jeito nenhum) que nos faz refletir e repensar nossas atitudes com personificações de Deus jamais imaginadas e palavras tao extraordinárias quanto !