Lolita – livro de Vladimir Nabokov



Autor: Vladimir Nabokov
Editora: Alfaguara
Compre no Submarino

Livro Lolita, de Vladimir Nabokov O livro “Lolita” é do escritor russo Vladimir Nabokov e foi publicado pela primeira vez em 1955. Imagine uma história que se passa nos anos 50, narrando uma sórdida história de amor entre um homem mais velho e uma jovem de 12 anos. Com certeza o seu impacto inicial foi escandalizador. Narrado em primeira pessoa por um de seus personagens principais, o professor de poesia Humbert Humbert, que o autor aborda esta polêmica. No início do romance, Humbert narra sua infância, sua carreira docente e seu trágico amor infantil por Annabel Leigh, que morre e o deixa traumatizado (talvez esta seja a causa de sua atração por ninfetas).

Após passar por algumas instituições psiquiátricas e ter alguns trabalhos como escritor, no mínimo incomuns para a época, chega à cidade de Ramsdale, na Nova Inglaterra, onde aluga um quarto na casa de Charlotte Haze, uma viúva que mora com sua filha, Lolita.

A jovem traz ao professor a lembrança de sua amada Annabel. Humbert flerta com Lolita, que apesar de sua pouca idade, entende e dá sinais de interesse pelo professor. Porém ele, com medo que Charlotte descubra seu amor pedófilo, casa-se com a viúva (ela o deseja desde que conheceu) enquanto a menina está num acampamento de verão. Humbert faz isso para não ter de se afastar de seu verdadeiro amor. Em certos momentos, o professor até cogita a hipótese de matar sua esposa, para então poder viver este amor proibido, porém ele sabe que é incapaz de fazer isto.

Certo dia, Charlotte descobre um diário em que o marido declara seu amor por Lolita e, ao mesmo tempo, uma repulsa por ela. A viúva decide então abandoná-lo, mas neste espaço de tempo é atropelada, vindo a falecer. Com o caminho livre para viver seu amor, Humbert então busca Lolita no acampamento de verão e a comunica da morte de sua mãe. No retorno eles passam a noite juntos pela primeira vez.

Sem mais nenhum impedimento para este amor, Humbert e Lolita viajam pelos Estados Unidos por mais de um ano, e ele deixa claro que ela será colocada em um orfanato caso não ceda as exigências sexuais dele. O professor então consegue um emprego no colégio Beardley e, ao mesmo tempo, matricular Lolita numa escola só para meninas.

Lolita deseja se relacionar com outros rapazes e isso vem a desgastar sua ligação com Humbert. Neste cenário, Humbert (depois de muita insistência dela) decide deixá-la participar da peça de teatro de sua escola, intitulada de  "Os Caçadores Encantados". As suspeitas de Humbert acerca da fidelidade de Lolita aumentam a cada dia e então eles partem para mais uma viagem por terras americanas. Durante esta viagem, um homem que lembra muito um parente de Humbert os segue constantemente (aparentemente, Lolita tem algum contato com ele).

Em certo momento, Lolita fica doente e é deixada em um hospital. O homem misterioso a sequestra e o professor tenta de todas as maneiras resgatá-la, mas sem sucesso. Abatido, Humbert vem a se relacionar com uma mulher que se chama Rita pelos dois anos seguintes. Belo dia, Humbert recebe uma carta de Lolita, que está grávida e casada, pedindo dinheiro ao professor. Humbert vai então à casa de Lolita planejando matar seu marido, mas chegando lá descobre que o “sequestrador” é Clare Quilty, o autor da peça da escola que ela participou e por quem era apaixonada. Quilty abandonou a ninfeta após ela se recusar a atuar em seus filmes de pornografia infantil.

Neste cenário, Humbert oferece à Lolita para os dois voltem a viver juntos, mas para sua surpresa, ela recusa. Arrasado, o professor decide que vai matar Quilty. Humbert então vai à busca de seu endereço e, após encontrá-lo e discutirem avidamente, o professor mata o sequestrador de seu grande amor com vários tiros. Ele vai para a cadeia, escreve o final de suas memórias e morre. Lolita por sua vez, também morre no parto.

Livros
Comentários fechados