Nelson Rodrigues | Vida e Biografia



Nelson RodriguesFamoso tanto por seus romances, quanto por suas peças teatrais e roteiros para as adaptações televisivas de suas obras, Nelson Rodrigues nasceu no dia 23 de Agosto de 1980, na cidade de Recife, Pernambuco, pouco tempo depois, sua família mudou-se para o Rio de Janeiro, onde seu pai abriu o pequeno jornal “A Manhã” e deixaria seu filho, então com 13 anos, como ajudante. Inspirando-se no pai e seguindo a profissão do mesmo. Tornando jornalista muito jovem e continuando assim por muitos anos, Nelson Rodrigues era descrito como um rapaz magro, poético e melancólico, além de ser um fumante inveterado e de ter tido muitos amores por sua vida,alguns deles eram partilhados com seu irmão Joffre. Ainda trabalhando com sua família em jornais menores, Nelson descobre que é vitima de tuberculose pulmonar com apenas 21, e tendo perdido Joffre pouco tempo depois pela mesma doença, chega a ser hospitalizado em um sanatório na cidade de Campos de Jordão para tratar-se contra a doença, passando longas temporadas no local para tentar melhorar. Um dia seu irmão mais velho, Mário Filho, consegue uma vaga como jornalista esportivo no mais novo jornal carioca “O Globo”, que estava sendo tocado por Eduardo Marinho. Por meio de um acordo entre seu irmão e Marinho, Nelson torna-se uma das mentes mais criativas dentro do jornal, apesar de ganhar relativamente pouco e ser criticado por seu desleixo com a aparência, ele se casa com Elza, uma amiga do jornal, esta então viria ser a mãe de seu primeiro filho e também quem o incentivaria a escrever suas primeiras obras teatrais: “Mulher Sem Pecado” e “Vestido De Noiva” como um sustento a mais para a casa.

Nelson Rodrigues

Ficando muito conhecido pelas peças que escreve, mas ainda com problemas financeiros, Nelson Rodrigues aceita uma proposta de Assis Chateaubriand para escrever folhetins e para os “Diários Associados” pois o salario era muito melhor, com menos problemas em sua vida, o autor escreve a peça “Álbum de Família”, que menos de um ano depois (1946) é submetida há Censura Federal, só sendo liberada em 1965. Em 1948 o autor lança “Anjo Negro” que foi um sucesso nos palcos, um ano depois também é lançado “Dorotéia”. Em 1950, Nelson Rodrigues passou a trabalhar no jornal Última Hora, e lá passou a escrever as crônicas de “A vida como ela é”, seu maior sucesso jornalístico. Na década seguinte, Nelson passou a trabalhar na recém-fundada TV Globo, participando da primeira "mesa-redonda" sobre futebol da televisão brasileira e, em 1967, passou a publicar suas Memórias no Correio da Manhã mesmo jornal onde seu pai trabalhou cinquenta anos antes. Entre os anos 70 e 80, a saúde de Nelson Rodrigues começa a decair, agravando seus problemas respiratórios, cardíacos e gastroenterológicos, neste período a popularidade do autor também cai por ser apoiador do Regime Militar, mesmo que seu filho tenha tornado-se guerrilheiro contra a opressão, fato que abalou seu casamento com Elza e os levou ao divórcio. Nos anos seguintes, o escritor passou por dois casamentos e teve mais uma filha, mas no fim de seus dias volta para sua amada Elza, e então, no dia 21 de Dezembro de 1980, Nelson Falcão Rodrigues falece por causa de complicações cardíacas e respiratórias, deixando para trás sua família e sua grande carreira.

Nelson Rodrigues

Obras de Nelson Rodrigues

Romances
  • Meu destino é pecar - 1944
  • Escravas do amor - 1944
  • Minha vida - 1944
  • Núpcias de fogo - 1948
  • A mulher que amou demais - 1949
  • O homem proibido - 1959
  • A mentira - 1953
  • Asfalto selvagem - 1959
  • O casamento - 1966
Peças Teatrais
  • A mulher sem pecado
  • Vestido de noiva
  • Valsa nº 6
  • Viúva, porém honesta
  • Anti-Nélson Rodrigues
  • Álbum de família
  • Anjo negro
  • Senhora dos Afogados
  • Doroteia
  • A falecida
  • Perdoa-me por me traíres
  • Os Sete Gatinhos
  • Boca de ouro
  • O beijo no asfalto
  • Bonitinha, mas ordinária
  • Toda Nudez Será Castigada
  • A serpente
Autores
Comentários fechados