Reinaldo Azevedo | Vida e obra do autor



Reinaldo AzevedoJosé Reinaldo Azevedo e Silva é um dos mais famosos jornalistas políticos do Brasil, sendo colunista em diversos portais e revistas. Sua orientação é política conservadora, se autodefinindo como de direita, liberal e democrática. Em sua carreira, inicialmente foi redator-chefe das revistas Primeira Leitura e Bravo!, Também foi editor-adjunto de política e coordenador de política da sucursal de Brasília do jornal Folha de São Paulo, além de redator-chefe do jornal Diário do Grande ABC, de Santo André, entre os anos de 1991 e 1993. Reinaldo Azevedo foi também articulista da revista Veja até sete de outubro de 2009, quando escreveu seu último artigo para a versão impressa da revista. Hoje, mantém um blog hospedado no site da Veja com mais de 150.000 acessos diários. Pelo Twitter, ele é seguido por mais de 60 mil pessoas.

Azevedo formou-se em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Frequentou também, mas sem concluir, o curso de Letras na Universidade de São Paulo (USP). Foi adepto da filosofia de Leon Trotski durante a ditadura militar Brasileira e constantemente mencionado entre os militantes da Liberdade e Luta (Libelu). Foi militante esquerdista de forma clandestina quando jovem. Já adulto, tornou-se um crítico da filosofia do comunismo e das principais ideias socialistas, fato este que gera muitas críticas até hoje em dia. É crítico declarado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do Partido dos Trabalhadores (PT)

"Tudo o que é bom para o PT é ruim para o Brasil"

Reinaldo Azevedo afirma que já na Primeira Leitura (revista aonde era redator), optava por adotava uma postura crítica em relação a maioria dos governos, inclusive em relação ao governo  vigente de FHC. Sua opção religiosa é o catolicismo, mas discorda de diversas posições não dogmáticas que a Igreja Católica adota, como por exemplo, ser contrário ao celibato e a condenação da igreja aos casamentos homossexuais. Porém é favorável a condenação do aborto e a teologia da libertação pregada pela igreja.

Azevedo relata constantemente a existência de imprensa estatal no Brasil, aonde grande parte do dinheiro que a imprensa recebe vem de fundos governamentais, tornando-a assim parcial à este.  É apoiador da plena liberdade de expressão, mas é crítico declarado das altas indenizações monetárias concedidas a perseguidos políticos da ditadura. Segundo ele, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi o grande construtor da estabilidade econômica do Brasil, sendo o grande responsável pelo desenvolvimento econômico do Brasil durante o governo do presidente Lula.

Reinaldo Azevedo e o livro "O país dos Petralhas II"

Em seu blog na versão on line da revista Veja, Reinaldo Azevedo escreve sobre política, mas também sobre outros assuntos como, literatura, economia, religião e outros assuntos mais diversos. Lançou em 2005, o livro “Contra o Consenso – Ensaios e Resenhas”, que reúne cerca de 40 ensaios e resenhas, publicados originalmente entre os anos de 1998 e 2005 nas revistas Primeira Leitura e Bravo. Outro com bastante repercussão foi  o livro “O país dos Petralhas”, lançado  em setembro de 2008.

Autores
Sem comentários para “Reinaldo Azevedo | Vida e obra do autor”

Deixe um comentário