FLIP 2014 terá um novo curador: Paulo Werneck



A Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) escolheu o jornalista, editor e tradutor Paulo Werneck para ser o curador da edição do próximo ano, que ainda não tem autor homenageado. A cadeira estava vaga desde que Miguel Conde, responsável pelas duas últimas edições da Flip, deixou o evento para assumir um cargo de editor na Rocco, no final de julho.

"Acho que será uma oportunidade legal de interferir na cultura brasileira, de uma forma que eu ainda não tinha tentado. Espero proporcionar descobertas literárias, mas também encontros com grandes autores. Claro que temos sonhos com grandes autores, mas ainda preciso tomar pé da situação"

Paulo Werneck

O novo curador diz saber da campanha online para a Flip homenagear Lima Barreto em 2014, mas que nada ainda está decidido.

"Acho Lima Barreto um grande autor, como tantos outros que podem ser homenageados. Ainda estamos em uma fase embrionária, foi um convite que surgiu nos últimos dias, então não há nada decidido."

Paulo Werneck

O próximo passo, ele diz, é se reunir com a equipe da Flip para começar os planos. E encontrar os antigos curadores para aprender como foi a experiência em outras edições, e saber que autores eles já convidaram, mas não conseguiram trazer. Werneck não vê necessidade de mudanças na Flip.

"Nos últimos anos, a Flip tem sido um patrimônio da cultura brasileira. Não vejo necessidade de alterações. Quero manter o acesso informal à cultura, de discutir literatura sem um tom grave, com abertura intelectual. Claro que todo ano há um autor que a gente descobre, então pretendo trazer essas novidades."

Paulo Werneck

Paulo Werneck já foi editor de literatura da Cosac Naify, além de ter traduzido obras como "Zazie no metrô", de Raymond Queneau, e "Meu tio", de Jean-Claude Carrière, pela mesma editora. Também é dele a tradução dos livros da iraniana Marjane Satrapi, "Persépolis" e "Frango com ameixas". Antes da Cosac, ele havia sido editor-assistente na Companhia das Letras, por seis anos. Até há pouco tempo, Werneck editava o caderno "Ilustríssima", da "Folha de S. Paulo". Paulo Werneck, de 35 anos, é filho do também jornalista Humberto Werneck.

Fonte: Jornal O Globo

Bienal do Livro 2013
Comentários fechados