A Dança dos Dragões – livro de George R. R. Martin



Autor: George R.R. Martin
Editora: Leya
Compre no Submarino

A Dança dos DragõesQuinto livro da série As Crônicas do Gelo e Fogo, escrita por George R.R. Martin, “A Dança dos Dragões” acontece paralelamente à seu antecessor, “O Festim dos Corvos”, porém, enquanto este trata da parte Sul dos Sete Reinos, este quinto volume conta o que está ocorrendo na parte Norte. Com a Guerra dos Cinco Reis parecendo estar terminada, o Rei Stannis Baratheon instalou-se na Muralha e comprometeu-se a ganhar o apoio dos homens do norte para continuar na luta para reivindicar o Trono de Ferro, embora isso seja complicado pelo fato de que grande parte da costa oeste está sob ocupação dos Homens de Ferro.

No Norte encontra-se a Muralha, tão forte quanto os homens que à guardam, e que agora tem Jon Snow eleito como 998º Senhor Comandante da Patrulha da Noite, mas com inimigos tanto na Patrulha como para além da Muralha, o homem está correndo perigo constantemente. No leste, Daenerys Targaryen, a última descendente da Casa Targaryen, traz com ela três dragões, que ela pretende usar para conquistar os Sete Reinos. Mas depois de conquistar e se nomear como rainha de uma cidade construída sobre poeira e morte, Daenerys tem inimigos, e muitos vão ao seu encontro. Ainda, enquanto eles se reúnem, um homem jovem embarca em sua própria procura pela rainha, com um objetivo totalmente diferente em mente.

Mais um livro cheio de ação da série 'As Crônicas de Gelo e Fogo', “A Dança dos Dragões” foi melhor recebido que seu antecessor. Com novas alianças, traições e também novas situações, que podem ser consideradas até mesmo engraçadas, como Daenerys sem a minima ideia de como treinar os seus dragões, o livro é recomendado a quem acompanha a série desde o começo.

Recall do livro de "Game of Thrones"

Com diversos erros de tradução e com o fato de que a edição brasileira do quinto volume da saga "As Crônicas de Gelo e Fogo", do americano George R.R Martin, foi publicada sem seu 26º capítulo, traduzido por aqui como "O Soprado pelo Vento", a editora portuguesa LeYa, responsável pela publicação, teve de retirar todos os exemplares e ressarcir todos os que compraram a versão defeituosa do romance, o que poderá custar mais de R$ 1 milhão de prejuízo. A LeYa não esclareceu o motivo do erro, mas o fato de que a editora apressou-se para antecipar a data de lançamento do livro é uma das mais prováveis respostas.

Livros
Comentários fechados